Tarefa Semanal de Gramática do 1° Ano II Bimestre 01

Olá, pessoal!

 

Finalmente, a primeira tarefa semanal deste II Bimestre. Conforme combinamos, vocês deverão entregá-la até o dia 27/04/2012 (sexta-feira). Não se esqueçam que a realização de todas as tarefas do bimestre poderá valer um ponto em sua nota bimestral.

 

Até mais,

Antonio Henrique.

 

MODO DE FAZER:

 

1) Todas as tarefas serão compostas por 4 questões semanais: duas dissertativas e duas alternativas. Cada tarefa vale 0,20 (cada questão vale 0,05). Assim, o aluno poderá somar 1,0 ponto em sua média.

2) As questões alternativas devem ser justificadas, em virtude disso, o aluno deverá explicar em cada alternativa o que está correto e o que não está.

3) O prazo de entrega deve ser exatamente de uma semana após a postagem da lista de exercícios.

 

  1. 1.    (Unicamp 2012) 

 

TEXTO I

 

Entre 1995 e 2008, 12,8 milhões de pessoas saíram da condição de pobreza absoluta (rendimento médio domiciliar per capita até meio salário mínimo mensal), permitindo que a taxa nacional dessa categoria de pobreza caísse 33,6%, passando de 43,4% para 28,8%.

No caso da taxa de pobreza extrema (rendimento médio domiciliar per capita de até um quarto de salário mínimo mensal), observa-se um contingente de 13,1 milhões de brasileiros a superar essa condição, o que possibilitou reduzir em 49,8% a taxa nacional dessa categoria de pobreza, de 20,9%, em 1995, para 10,5%, em 2008.

 

(Dimensão, evolução e projeção da pobreza por região e por estado no Brasil, Comunicados do IPEA, 13/07/2010, p. 3.)

 

TEXTO II

a) Podemos relacionar os termos miséria e pobreza, presentes no TEXTO II, a dois conceitos que são abordados no TEXTO I. Identifique esses conceitos e explique por que eles podem ser relacionados às noções de miséria e pobreza.

b) Que crítica é apresentada no TEXTO II? Mostre como a charge constrói essa crítica.

 

2. (Unicamp 2012)  Há notícias que são de interesse público e há notícias que são de interesse do público. Se a celebridade “x” está saindo com o ator “y”, isso não tem nenhum interesse público. Mas, dependendo de quem sejam “x” e “y”, é de enorme interesse do público, ou de um certo público (numeroso), pelo menos.

As decisões do Banco Central para conter a inflação têm óbvio interesse público. Mas quase não despertam interesse, a não ser dos entendidos.

O jornalismo transita entre essas duas exigências, desafiado a atender às demandas de uma sociedade ao mesmo tempo massificada e segmentada, de um leitor que gravita cada vez mais apenas em torno de seus interesses particulares.

 

(Fernando Barros e Silva, O jornalista e o assassino. Folha de São Paulo (versão on line), 18/04/2011. Acessado em 20/12/2011.)

 

a) A palavra público é empregada no texto ora como substantivo, ora como adjetivo. Exemplifique cada um desses empregos com passagens do próprio texto e apresente o critério que você utilizou para fazer a distinção.

b) Qual é, no texto, a diferença entre o que é chamado de interesse público e o que é chamado de interesse do público?

 

Leia o texto a seguir.

 

3) Plurissignificação (ou multissignificação) é um dos atributos da linguagem mais sofisticada, e aparece no teatro, poemas, romances, contos, publicidade, filmes, letras de música; até na mais simples comunicação do cotidiano deixa traços visíveis em declarações como: “Meu coração está dando saltos de alegria”. Levando em conta tais aspectos e interpretando o texto misto dos quadrinhos apresentados, podemos afirmar que:

a) histórias em quadrinhos, por serem textos mistos (visual e escrito), não contêm linguagem plurissignificativa.

b) ao registrar “Olhe bem, a vida te requisita…”, os autores dos quadrinhos colocaram, na sequência, a figura

de uma baleia, significando que a vida é ágil, nos persegue com violência e, não raramente, nos mata.

c) no segundo quadrinho, ao afirmar “A vida corre atrás da gente, não adianta fugir”, a personagem usa linguagem denotativa e, portanto, difícil de ser interpretada.

d) apenas no quarto quadrinho existe linguagem plurissignificativa.

e) a linguagem usada pelos quadrinistas, na história, tem apelo plurissignificativo e desenvolve, de acordo com a informação e formação do leitor, interpretações múltiplas.

 

4) O poema a seguir é de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa, poeta pertencente ao modernismo português.

[…]

Ho-ho-ho-ho-ho!…

Cada vez mais depressa, cada vez mais com o espírito diante do corpo

Adiante da própria ideia veloz do corpo projectado,

Com o espírito atrás adiante do corpo, sombra, chispa,

He-la-ho-ho… Helahoho…

[…]

Hup-la por cima das árvores, hup-la por baixo dos tanques,

Hup-la contra as paredes, hup-la raspando nos troncos,

Hup-la no ar, hup-la no vento, hup-la, hup-la nas praias,

Numa velocidade crescente, insistente, violenta,

Hup-la hup-la hup-la hup-la hup-la…

[…]

E choca-te, trz!, esfrangalha-te no fundo do meu coração!

(Fernando Pessoa, Álvaro de Campos. Poesias).

 

Considere as seguintes afirmações sobre o texto.

 

I. O emprego das onomatopeias na poesia de Fernando Pessoa tem como intenção criar um efeito de dinamicidade, movimento; o movimento acelerado é interrompido no final por meio da última onomatopeia: “trz!”; o ritmo do poema, no entanto, não muda.

II. Em “crescente, insistente, violenta”, temos assonância (repetição da vogal) e rima pobre (mesma classe gramatical); tais recursos contribuem para a musicalidade do poema.

III. No terceiro verso citado, o vocábulo “projectado” revela que o português empregado neste poema é o de Portugal; trata-se de uma variante geográfica no nível da ortografia.

 

Está(ão) correta(s):

a) apenas I.

b) apenas III.

c) apenas I e III.

d) apenas II e III.

e) todas.

Gênero textual “Diário de Bordo”

Vimos, em nossas aulas de Redação, que o gênero textual “Diário de Bordo” tem características bem peculiares como o narrador em primeira pessoa e a descrição detalhada de fatos de uma viagem. Encontrei na “Revista Recreio” online uma simulação bem interessante de um texto neste gênero. O link segue abaixo.

http://www.recreio.com.br/licao-de-casa/recreio-encontra-antigo-diario-da-viagem-que-levou-ao-descobrimento-do-brasil

Espero que gostem. Esse é um modelo bastante fiel aos Diários escritos na época das grandes navegações, claro que adaptado para os dias de hoje e com uma linguagem mais atual. Boa leitura!

Profª. Joyce

Variação Linguística

Já conversamos bastante, nas aulas de Português, sobre variação linguística. Encontrei um vídeo muito interessante que fala, pricipalmente, sobre a variação geográfica, também aparecem as gírias e a variação social. Assistam, é muito interessante. Segue o link do vídeo.

Espero que gostem. Caso tenham alguma dúvida sobre os termos apresentdos no vídeo, podemos conversar em sala de aula. Bons estudos!

Profª. Joyce