Tarefa semanal de Gramática 03

Olá, pessoal!

Aí está a 03 tarefa de gramática deste bimestre. Lembrem-se de que vocês devem entregá-la até 23 de março de 2012 (sexta-feira).

Até mais,

Antonio Henrique.

 

MODO DE FAZER:

 

1) Todas as tarefas serão compostas por 4 questões semanais: duas dissertativas e duas alternativas. Cada tarefa vale 0,20 (cada questão vale 0,05). Assim, o aluno poderá somar 1,0 ponto em sua média.

2) As questões alternativas devem ser justificadas, em virtude disso, o aluno deverá explicar em cada alternativa o que está correto e o que não está.

3) O prazo de entrega deve ser exatamente de uma semana após a postagem da lista de exercícios.

 

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

 

REINO UNIDO PODE TAXAR “FAST FOOD” CONTRA OBESIDADE

 

O Reino Unido estuda cobrar taxa de empresas de “fast food” para financiar instalações esportivas e o combate à obesidade. Segundo um relatório, a obesidade no país cresceu quase 400% em 25 anos, e, se continuar aumentando, pode superar o cigarro como maior causa de mortes prematuras. Governo e empresas locais têm sido criticados por não combaterem o problema. (Folha de S. Paulo, 7/06/2004)

 

1) (Ita 2005) A manchete apresenta ambiguidade sintática, que é desfeita pelo conteúdo do texto.

 

a) Quais as interpretações sugeridas pela manchete?

b) Qual dessas interpretações prevalece na notícia?

 

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

 

AUTO-ESTIMA “Fiz a cirurgia com 16 anos. Não fiz pelas outras pessoas, fiz para me olhar no espelho e me sentir bem (…) Eu sinto como se o meu corpo tivesse absorvido o silicone, como se o peito fosse meu mesmo. E é: meu pai pagou e ele é meu.” C. S., 17, sobre cirurgia plástica que fez nos seios, ontem na Folha. (Folha de S. Paulo, 03.08.2004.)

 

2) (Ufscar 2005)  Observe as duas últimas linhas do texto e responda às questões a seguir.

 

a) Em tese, a última frase desse texto – C. S., 17, sobre cirurgia plástica que fez nos seios, ontem na Folha – poderia apresentar dois sentidos. Quais são eles?

b) Qual desses dois sentidos é, automaticamente, descartado pelos leitores do jornal e por que é descartado?

 

3) Leia o texto a seguir.

 

CAPÍTULO VI

 

Dormia ainda D. Quixote, quando o cura pediu à sobrinha a chave do quarto em que estavam os livros ocasionadores do prejuízo; e ela a deu de muita boa vontade. Entraram todos, e com eles a ama; e acharam mais de cem grossos e grandes volumes, bem encadernados, e outros pequenos.

A ama, assim que deu com os olhos neles, saiu muito à pressa do aposento, e voltou logo com uma tigela de água benta e um hissope, e disse:

— Tome Vossa Mercê, senhor Licenciado, regue esta casa toda com água benta, não ande por aí algum encantador, dos muito que moram por estes livros, e nos encante a nós, em troca do que nós lhes queremos fazer a eles desterrando-os do mundo.

Riu-se da simplicidade da ama o Licenciado, e disse para o barbeiro, que lhe fosse dando os livros a um e um, para ver de que tratavam, pois alguns poderia haver, que não merecessem castigo de fogo.

— Nada, nada — disse a sobrinha; — não se deve perdoar a nenhum; todos concorreram para o mal. O melhor será atirá-los todos juntos pelas janelas ao pátio, empilhá-los em meda, e pegar-lhes fogo; e se não, carregarmos com eles para mais longito da casa, para nos não vir molestar o fumo apestado. Outro tanto disse a ama; tal era a gana com que ambas estavam aos pobres alfarrábios; mas o cura é que não esteve pelos autos, sem primeiro ler os títulos. […] Miguel de Cervantes. Dom Quixote.

Vocabulário

Cura: padre.

Hissope: instrumento religioso para espargir a água benta.

Licenciado: neste contexto, sinônimo de padre.

Meda: amontoado de coisas da mesma espécie.

Fumo: fumaça.

Alfarrábios: livros.

 

Assinale a alternativa incorreta.

a) O desejo de destruir livros, em função da crença no seu poder “diabólico“ na formação da consciência humana, é explicitado neste trecho retirado do Dom Quixote, de Cervantes.

b) Enquanto a ama e a sobrinha do fidalgo (D. Quixote) desejam a imediata destruição dos volumes, que elas acreditam ser os responsáveis pela loucura do amo e tio, o cura mostra-se mais cauteloso na execução do projeto.

c) O desejo de censura e destruição de livros considerados contrários à fé católica revela a presença de uma mentalidade liberal e ilustrada baseada na valorização do livre pensamento.

d) O livro pode ser considerado um instrumento de esclarecimento e divulgação do saber racional. No entanto, no fragmento transcrito, a ama lhe atribui poderes mágicos, encantatórios e malignos.

e) Ao trazer a “água benta” e o “hissope”, a ama desperta o riso do cura, pois o ato da empregada baseia-se em crendices populares.

 

4) Leia o texto a seguir.

 

TRAGÉDIA BRASILEIRA

Misael, funcionário da Fazenda, com 63 anos de idade, conheceu Maria Elvira na Lapa — prostituída, com sífilis, dermite nos dedos, uma aliança empenhada e os dentes em petição de miséria. Misael tirou Maria Elvira da vida, instalou-a num sobrado, pagou médico, dentista, manicura… Dava tudo quanto ela queria. Quando Maria Elvira se apanhou de boca bonita, arranjou logo um namorado. Misael não queria escândalo. Podia dar uma surra, um tiro, uma facada. Não fez nada disso: mudou de casa. Viveram três anos assim. Toda vez que Maria Elvira arranjava namorado, Misael mudava de casa. Os amantes moraram no Estácio, Rocha, Catete, Rua General Pedra, Olaria, Ramos, Bom Sucesso, Vila Isabel, Rua Marquês de Sapucaí, Niterói, Encantado, Rua Clapp, outra vez no Estácio, Todos os Santos, Catumbi, Lavradio, Boca do Mato, Inválidos… Por fim na Rua da Constituição, onde Misael, privado de sentidos e inteligência, matou-a com seis tiros, e a polícia foi encontrá-la caída em decúbito dorsal, vestida de organdi azul. Manuel Bandeira.

Sobre o texto transcrito, é correto afirmar que:

a) apesar da referência constante ao espaço urbano carioca, os elementos trágicos presentes no texto remetem exclusivamente ao universal.

b) se trata de um texto jornalístico em que os fatos são narrados sem outra intenção que a informativa.

c) o título é claramente irônico, uma vez que a matéria do texto apresenta uma dimensão trágica leve.

d) a sucessão de bairros habitados pelos personagens (Misael e Maria Elvira) revela ironicamente a infidelidade permanente da personagem feminina.

e) os bairros cariocas citados estão associados às classes populares da cidade, elemento que é confirmado pela profissão de Misael, ou seja, ele é bancário aposentado.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: